Processos de soldagem de componentes SMD

No processo de montagem de componentes SMD, deve ser aplicado técnicas específicas para uma boa solda, que garanta a condição de vida útil informada pelo fabricante do componente e longevidade a placa montada.

Para garantia da vida útil dos componentes eletrônicos, principalmente componentes “Ativos” que são os CI’s, Diodos, Transistores e LEDs, devem-se passar pelo processo de solda com as temperaturas e tempos especificados pelos fabricantes nos descritivos técnicos de cada componente.

Normalmente durante o processo de montagens de placas eletrônicas em processo automatizado, há certos limites que são padronizados e nunca são extrapolados. Estes limites já são de conhecimento dos responsáveis por setup de máquinas, supervisores de linhas e operadores de máquina.

As maiores falhas ocorrem durante o projeto da placa, onde pode ser montado em faces diferentes, componentes que não devem percorrer o processo de refusão duas vezes, como LEDs de grande intensidade luminosa, CI’s, microcontroladores, entre outros.

Neste exemplo, será montada a primeira face da placa com determinado CI, a mesma placa obrigatoriamente, deverá passar novamente pelo forno de refusão com o CI já inserido e soldado na primeira face, para que seja feita a solda dos LEDs na outra face da placa.

Com o estudo do perfil térmico do forno, ajustado para a pasta de solda utilizada na montagem da placa e estudo das especificações técnicas dos componentes inseridos, será avaliado qual a face da placa eletrônica que deverá passar pelo forno duas vezes (CI ou LEDs).

Mesmo havendo recursos técnicos para realização de soldas não agressivas aos componentes e com garantia de boas montagens, deveria ser dado mais ênfase durante os projetos de placas eletrônicas aos processos de montagens.

A Ateei Group por entender que existe esta falta de conhecimento e informações disponíveis, está sempre aberta a visitas de engenheiros, lay-outistas e responsáveis por projetos, afim de expor as melhores práticas de montagens para garantia da longevidade do produto final em campo.

Ateei Group

2018-11-21T16:52:32+00:00outubro 25th, 2018|Editorial|

Deixe um Comentário